Author

Amee Skate Arte

Browsing

Há mais de uma década fomentando o skate entre as mulheres no Brasil, o Divas Skateras mobilizou 14 estados do Brasil para uma sessão de skate feminino simultânea. Trata-se do Divas Sessions Day, que acontecerá no dia 20/07 (sábado) em Santa Catarina, Goiás e Curitiba e no dia seguinte (21 – domingo) em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Ceará, Minas Gerais, Roraima, Bahia e Curitiba.

Esse feito nunca acontecido antes mostra a união e força das skatistas brasileiras. Representantes do projeto ficarão responsáveis por organizar os eventos em suas regiões, além de arrecadar doações para causas sociais, formando uma grande corrente do bem por todo país.

 

Fica aqui o agradecimento das Divas pelo apoio das mais de 100 marcas nessa iniciativa. E o convite para você ir prestigiar esse corre e ajudar fazendo a sua doação.

 

Segue o cronograma abaixo:

 

Dia 20 de Julho

 

Florianópolis/SC – Pista de Skate da Trindade – a partir das 13h.  Em prol: Arrecadação de fundos ao Projeto Skate na Escola & Skate para Todos Prof. Claudio de Souza.

 

Goiânia/GO – Base Ambiente – a partir das 16h. Em prol: Arrecadação de alimentos/dinheiro para o João Vitor.

 

Curitiba/PR – Curitiba Skate Park – a partir das 18h. Em prol: Arrecadação de peças de skate e equipamentos de segurança ao Projeto Gurias nas Escolas.

 

Dia 21 de Julho

 

Cuiabá/MT – Pista do Verdinho – a partir das 15h. Em prol: Arrecadação de rações à OPAA – MT (Organização de Proteção Animal de Mato Grosso).

 

São Paulo/SP – Praça Roosevelt – a partir das 15h. Em prol: Arrecadação de agasalhos para pessoas em situação de rua.

 

Salvador/BA – Parque Juventino Silva – a partir das 13h. Em prol: Arrecadação de alimentos, roupas e sapatos usados ao Lar de Idosos Irmã Lourdes.

 

Fortaleza/CE – Praça da Gentilândia – a partir das 14h. Em prol: Arrecadação de alimentos para Instituição a confirmar.

 

Brasília/DF – Setor Bancário Sul – a partir das 14h. Em prol: Arrecadação de alimentos à Casa da Criança Batuíra.

 

Campo Grande/MS – Horto Florestal – a partir das 15h. Em prol: Arrecadação de alimentos/produtos de higiene pessoal à Comunidade Terapêutica Esquadrão da Vida.

 

Recife/PE – Skatepark Marcelo Lyra – a partir das 10h. Em prol: Arrecadação de produtos de higiene pessoal à CasaRosa (Assistência às Mulheres com Câncer de Mama).

 

Rio de Janeiro/RJ – Praça XV – a partir das 13h. Em prol: Arrecadação de agasalhos para moradores de rua.

 

Vitória/ES – Pista Atlântica Parque – a partir das 15h. Em prol: Arrecadação de pacotes de papel Chamex para APAE – Vila Velha.

 

Lavras/ES – Pista da Selt – a partir das 10h. Em prol: Arrecadação de rações ao Parque São Francisco de Assis (canil de Lavras).

 

Curitiba/PR – Praça do Gaúcho – a partir das 10h. Basement Cultural – a partir das 14h

 

Em prol: Arrecadação de peças de skate e equipamentos de segurança ao Projeto Gurias nas Escolas.

Ola,
Nesses últimos tempos nunca foi tao usado um acessório como o boné.
Boné , um acessório quase q obrigatório para o homem, assim como a bolsa é para a mulher… E sim, as mulheres também estão usando muito esse acessório que protege e da um estilo único.
Ele esta presente em todos os seguimentos: streetwear, sportwear, fashion… no luxo… Cada um com  sua versão…

No Brasil aumentou muito o numero de marcas q estão fazendo bonés, isso pq as fabricas de bonés estão com uma boa tecnologia possibilitando para muitas marcas terem suas próprias versões e derrubando um império de marcas gringas . Uma explosão de criatividade, modelos e estilos!

Como em tudo , na moda, temos que prestar atenção no conjunto de como é feito o produto, tanto no boné quanto em  qualquer peça de roupas, calçados…. Na minha opinião, esse conjunto é:
Criatividade, originalidade, onde é feito, o porque é feito, a historia da marca…
Por mais simples que a peça seja, ela tem que ter alma.
E assim o consumidor acaba fortalecendo e fazendo parte de um processo muito positivo.

Neste post vou aproveitar minha experiência que tive como estilista na New Era e explicar um pouco sobre os modelos que estão sendo mais usados nesses últimos tempos.

E estes são os 4 modelos mais usados no Brasil e no mundo:

1) Boné Strapback e Snapback

O que é o ” strapback”? Strapback é o tipo de fechamento que vai atras do boné…Ele geralmente é em tecido, couro ou em fita de nylom e existem diferentes fivelas ( em metal, em plastico e etc)
Entao um modelo de boné strapback ele pode ser tanto estruturado, como sem estutura, baixo, alto, com ou sem costura na frente… Como nas fotos abaixo:

fechamento em couro sintetico, strapback

 

Fechamento em nylom, strapback

 

strapback, fechamento com fivela

E o que é o ” snapback”? Snapback também é o tipo de fechamento que vai atras do boné… E ele é em plástico ou de silicone…é de  encaixar ( + das antigas…) ele é vintage e voltou muito forte há + 3 anos… desbancando o boné todo fechado.
Como o boné strapback, ele também pode ser tanto estruturado como sem estutura, baixo, alto, com ou sem costura na frente 5 panels ou 6 panels… Como nas fotos abaixo:

Snapback, fechamento em plastico, ( tradicional)

 

2) Boné 6 panels


Os bonés 6 panels, 6 painéis ( ou gomos) sao os mais comuns ( aba reta) e eles podem ser estruturado ou desestruturados…( com entretela ou sem ) Eles passaram por muitas mudanças: antes se usava só fechado mas já ha algum tempo se usa só aberto, que são os snapbacks e strapbacks descritos acima. A aba pode ser pequena, quadradinha, arredondada…
Como seguem as fotos abaixo:

 

Boné Amee Skate Arte, 6 panels, strapback
Boné , 6 panels, snapback

 

Boné , 6 panels, snapback

 

Boné , 6 panels, sem estrutura

 

 

 

3) Boné 5 panels

Os bonés 5 panels, 5 painéis ( ou gomos) é uma novidade, mas que já foi usados ha muitos anos… e também  podem ser estruturado ou desestruturados…( com entretela ou sem ) e snapbacks e strapbacks. A aba pode ser pequena, quadradinha, arredondada…
Como os exemplos abaixo:

 

Boné 5 panel, strapback sem estrutura

 

Boné da Amee Skate Arte 5 panel strapback, só que este lembra o boné modelo trucker- com estrutura ( q nao necessariamente tem tela atras)

 

Boné da Amee Skate Arte 5 panel strapback, só que este lembra o
boné modelo trucker ( q nao necessariamente tem tela atras)

 

Boné  5 panel strapback, só que este lembra o boné modelo trucker
( q nao necessariamente tem tela atras)

 

Boné  5 panel strapback, só que este lembra o boné modelo trucker (
q nao necessariamente tem tela atras)

 

Boné  5 panel strapback
Boné da Amee Skate Arte, 5 panel strapback, sem estrutura
Boné  5 panel strapback, sem estrutura

4) Boné Dad cap ( aba curva)

O modelo “dad cap” tem como sua maior característica a aba curva . Outra característica importante é que ele não tem estrutura . Muito usado nos dias de hoje, ele também pode ter vários fechamentos…
mas o modelo sempre é o mesmo… Como nestas fotos:

 

 

 

 

Espero ter ajudado vcs. Qualquer duvida só deixar nos comentários.
😉

AMEE!

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

Texto Original : site 100% Skate 

Essa matéria saiu originalmente na revista da 100%skate em  fevereiro de 2010, na edição 143   sobre 10 coisas que qualquer skatista brasileiro deveria saber sobre o Vale do Anhangabaú, local de extrema importância para o skate nacional mas que agora teve uma parte já destruída para uma revitalização do local.

10 Coisas que você deveria saber sobre o Vale do Anhangabaú

1 – Rio do Mau Espírito
O termo tupi “Anhangabaú” tem várias origens e significados consideráveis, mas todas convergem para “rio ou água do mau espírito”. O rio que atravessava o Vale recebeu esse nome provavelmente por conta da ocorrência de algum malefício contra os índios, cometido pelos bandeirantes nas proximidades. Atualmente, as águas correm debaixo dos degraus que recebem skatistas diariamente.

2 – O tio do Carabetti ajudou
No começo da década de 90, o Vale passou por uma reforma que modificou a paisagem e o transformou no mais novo pico de skate de São Paulo. Por coincidência, um dos engenheiros responsáveis, o Sr. carlos Augusto Carabetti, é tio de um ícone da geração dos anos 90, Haroldo Carabetti.

3 – A primeira sessão no Vale
O skate no centro de São Paulo já era uma realidade e, durante as obras da reforma, de cima do viaduto do Chá já era possível ver as arquibancadas cercadas por tapumes. Reza a lenda que, um belo dia, após a saída das maquinas e funcionários, Marcelo BArnero, Alexandre ZikkZira, Daniel Trigo, Ricardo Pinguim, Edu Fernandes e David Toledo retiraram uma das placas de madeirite e exploraram pela primeira vez as bordas do Vale.

4 – Breve proibição
Na virada do século, o Bank Of Boston assumiu temporariamente a manutenção e conservação dos degraus. Durante alguns meses, enorme seguranças, trajando ternos pretos, ficavam postados em diversos pontos, mesmo debaixo de sol intenso, impedindo qualquer tentativa de sessão no local. Foi a única época que o skate foi proibido no Anhangabaú.

5 – Vale tudo
Alguns eventos e campeonatos de skate usaram o Vale do Anhangabaú como palco. Nos de street, pequenas e provisórias alterações foram realizadas, com o uso de obstáculos de madeira, como nos casos do DC King of SP, o Global Assault e o Circuito Universitário de 2009. Curiosamente, durante a história, o Vale recebeu mais campeonatos de vertical do que de street.

6 – Visitas ilustres
Como todo pico mundialmente famoso, foi visitado por skatistas de diversos países do globo terrestre, entre anônimos e famosos. Alguns famosos: Mike Vallely, Brian Anderson, Eric Koston, Rick McCranck, Reese Forbes, Levi Brown, Pj Ladd, Paul Rodriguez, Danny Montoya, além dos finados Keenan Milton e Harold Hunter. Outra figura marcante atende pelo nome de Tamer, canadense que veio ao Brasil exclusivamente para conhecer e andar no Vale.

7 – Debutando na gringa
A primeira aparição do Vale do Anhangabaú em um vídeo de skate gringo foi na parte de Rodrigo Teixeira no 411 Video Magazine vol. 41, de 2000, em uma seção chamada “Wheels of Fortune” (relembre).

8 – No Berrics
Em 2009 o paulista JP Dantas, conhecido como Anjinho, foi o vencedor do DC Pj Ladd’s Project Granite, ação onde o skatista americano mandava uma manobra e a mesma deveria ser novamente executada, filmada e postada na internet através do site do The Berrics. Anjinho escolheu o Vale do Anhangabaú para executar um nollie heelflip fs tailslide com perfeição e foi o grande vencedor (veja a manobra aqui).

9 – Crowd histórico
Como todo pico clássico, o Vale também tem seus dias de crowd. Mas o maior crowd de todos os tempos não foi para andar de skate: no dia 16 de abril de 1984, o maior comício público da história brasileira usou o espaço entre os viadutos do Chá e da Santa Ifigênia para pedir “Diretas Já”, exigindo o direito dos brasileiros de escolher seu presidente (relembre aqui).

10 – Algumas manobras inesquecíveis
O gap grande (que agora tem uma árvore na frente) pulado de Ollie por Alexandre Vianna; Hardflip de Eliana Sosco no gap menor; 360 hardheelflip de Robson reco no canteiro de grama; switch hardflip to tailslide de Rodrigo TX na borda alta; Formiguinha tem várias inesquecíveis, mas a menção não vai para seus combos quilométricos e sim para seu ollie vindo da pedra portuguesa e passando a grade; Bruno Aguero com seu caballerial fakie tail manual; switch 360 flip de Fernando Java pulando o canteiro; Ari Neto que, partindo da borda baixa, passou a borda do meio emendando um flip nosegrind na borda de cima; switch backside tailslide do Anjinho arrancando pro chão; bs noseslide na borda descendo, do bob Burnquist, ignorando os dois trancos (veja aqui).

Texto: Charles Franco
Fotos: Fernando Martins

Foto: instagram Debora Badel ( @deborah_badel )

No dia 01 de junho de 2019  foi inaugurado uma pista de skate dentro do complexo do Parque São Jorge (SP).
Sim ! uma pista de skate do Corinthians! E também anunciou seus “atletas”  que são os skatistas: Debora Badel,
Fabio Castilho, Sandro Sobral, Alvaro Porque, Fabio Sleiman, Victor Picolli, Vinicios Sardi e Pedro Quintas.
Segundo a vice presidente do clube e também a principal responsável pela “Skate Park”, Edna Murad, disse que essa é uma oportunidade que o clube alvinegro aproveitou  e que vê um grande potencial no “esporte”.

” O skate é o segundo esporte mais praticado no Brasil depois do futebol. Por isso que o Corinthians saiu na frente e trouxe o Skate Park para dentro do Parque São Jorge sendo o 1º clube  de futebol no Brasil a trazer o skate como esporte”. Disse Edna Murad durante a inauguração da pista.

A pista possui 530m² com um bowl e uma area de street.  Eles dizem que é uma pista para treinamento Olímpico mas é uma pista comum como todas as outras espalhadas pelo Brasil. O importante é ter mais um local da pratica do skate  e mais divulgação para o skate. Alem deles fortalecerem os skatistas que fazem parte da equipe.
E vcs? O que acharam de um time de futebol patrocinar o skate?

 Vai Corinthians!!!!

 

texto: Amee Skate Arte
Fonte: site Corinthians

A Amee Skate Arte originalmente se iniciou como uma marca voltada somente para as mulheres e com o passar do tempo simplesmente ficou uma marca de SKATE , ou seja, sem gênero. Isso devido a demanda e a pedidos de todos. Mas a Amee sempre da espaço para o feminino na arte, no skate e em todas as outras areas! Nossa raíz é materna. =)
Amee.

texto original de 2016

A Amee skate deseja as mulheres ainda mais força para continuarem a revolucionar.
E também agradecer as mulheres que fizeram parte da historia da Amee como o 1º model assinado por uma skatista profissional, a Ligiane Xuxa  e a artista plástica que foi a 1º artista a assinar um model também. Sem contar as skatistas da equipe: Emily Souza Pipa, Natalia Niglli, Lorena Fernanda
que sempre nos fortalece testando nossos produtos, fazendo videos e etc.
Queremos agradecer as modelos que vestem Amee Skt Art a Nati da Cunha, a fotográfa Larissa Mattos por fazer um lookbook lindo, a Graci Santiago, por clicar muitas fotos com os produtos…
Enfim… são muitas as mulheres que nos ajudam!
Nós só temos a agradecer.
Obrigada por nos inspirar a fazer o que fazemos.
AMEE!

LIGIANE XUXA- Skatista profissional  e o seu model com a sua arte

 

Lookbook – Larissa Mattos

 

Silvana Mello, artista plástica, e o seu desenho

 

 

 

 

————–
ORIGEM DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER:

 

Dia Internacional da Mulher é celebrado em 8 de março. A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do Século XIX e início do século XX nos Estados Unidos[1] e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalhode direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhaga, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas por direitos das mulheres trabalhadoras.[2][3]
As celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram a partir de 1909 em diferentes dias de fevereiro e março, a depender do país [1]. A primeira celebração se deu em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, seguida de manifestações e marchas em outros países europeus nos anos seguintes, usualmente durante a semana de comemorações da Comuna de Paris, ao final de março. As manifestações uniam o movimento socialista, que lutavam por igualdade de direitos econômicos, sociais e trabalhistas ao movimento sufragista, que lutava por igualdade de direitos políticos. Em 1910, durante uma conferência internacional das mulheres, que antecedeu a realização da reunião da Segunda Internacional Socialista de CopenhagueDinamarca, foi estabelecido o Dia Internacional da Mulher, celebrado no ano seguinte no dia 19 de março por meio de numerosas manifestações em países como Alemanha, Áustria-Hungria, Dinamarca e Suíça[4].
Posteriormente, no início de 1917 na Rússia, ocorreram manifestações de trabalhadoras russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução de 1917.[5][6] A data da principal manifestação, 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), foi instituída como Dia Internacional da Mulher entre o movimento internacional socialista.
Após 1945, a data tornou-se principalmente um feriado comemorado nos países do chamado bloco comunista. Em 1955, segundo as autoras francesas Liliane Kandel e Françoise Picq, surgiu o mito de que a data teria como origem a celebração da luta e da greve de mulheres trabalhadoras do setor têxtil em Nova York em 1857 que haviam sido duramente reprimidas pela polícia ou mortas em um incêndio criminoso na fábrica, segundo diferentes versões do mito. Não há indícios de que isso tenha ocorrido e segundo as autoras, a origem desta versão ocorreu entre feministas francesas que durante a Guerra Fria buscavam uma origem à comemoração que estivesse desvinculada da história da luta socialista [7] [8].
Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária. Também era amplamente celebrado nos países do bloco socialista na Europa Ocidental.
Nos países ocidentais, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920, tendo sido esquecido por longo tempo e somente recuperado pelo movimento feminista na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917,[8] costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.
Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.[9]
 
TEXTO ORIGINAL DA WIKIPEDIA

Em comemoração ao dia das mulheres vou postar este video da Gallaz ( marca feminina da Globe Shoes) A.K.A. Girl Skater com a Vanessa Torres, Jaime Reyes, Amy Caron e Monica em 2003.
Esse video ( na epoca era fita de video cassete) ganhei acho que da Liza… bom… só sei que eu assistia mil vezes por dia todo o dia. E olha a base que as meninas ja tinham.
O skate feminino esta em alta hj em dia e ganhou mais destaque por causa das midias e claro: as minas estão andando muito! 
Mas não é de hj… Essa evolução vem de anos atras!
Bom conhecer as origens, as historias e go ahead! A evolução não para!
#respeitaasmina #ameeskatearte
#skate #skatefeminino
#skateboarding #girlskater

Ola galera,
 Neste sabado, dia 06/09 vai rolar uma session com a profissional Ligiane Xuxa na nova mini rampa da loja MPVS skate shop, na Saude – SP a partir das 13hrs
E vai rolar sorteio do pro model dela + brindes , alem das promoções imperdiveis na loja com super descontos nos produtos da Amee skt art ( shapes, baby look, vestidos)!!


Estamos esperando por todos para essa session .
No local tem lanchonete com bebidas e lanches.
a entrada é gratis.


Xuxa  e seu pro model





 No local vai ter escolinha de skate, e alugam por hora também para quem quiser fazer uma session com os amigos ( com instrutor no local), 

Uma otima oportunidade para  conhecer a mini ramp, andar c/ a Xuxa, pegar umas dicas de skate, adquirir o pro model da Xuxa  e produtos Amee com um preço acessível… e melhor, a entrada é na faixa!

 

Mini Ramp










Onde: 

  •  Rua General Chagas Santos, 606, Saude- SP
  • fone:011 2532-1553
  •  A partir das 13hrs
  •  Entrada – gratis
 
 

mais info do local: https://www.facebook.com/MPVSSkateshop?fref=ts

Pin It